Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As grevezinhas dos professores

por Chick, em 19.02.21

A par com a saúde, a educação é a melhor coisa que nos podem dar. Admiro quem é professor, a capacidade de ensinar e educar também e acho que essa importância tem que ser reconhecida por todos. É ponto assente e nada muda isto.

Mas, ou alguma coisa me está a escapar, o que é perfeitamente provável, ou estas últimas queixas dos professores são os lamentos mais vazios dos últimos tempos?

Estão a usar o próprio computador e internet para as aulas online! A sério?

Os professores deveriam ser sempre uma solução, numa altura como esta têm mesmo que ser mais um problema? Há alunos, e segundo consta até alguns professores, sem computador de todo! O que tanta gente não daria para neste momento, estar a trabalhar em casa, online, no seu próprio computador, com a sua própria internet, vendo o seu ordenado cair na conta normalmente!

Que se saiba, a internet é ilimitada em praticamente todas as casas, não se paga por a usar mais ou menos... Assim como um computador não se vai estragar por ser mais utilizado num mês de aulas online!

Ok, pode-me estar aqui a escapar qualquer coisa, e admito isso sem qualquer problema! Mas o que me parece que há é uma grande falta de empatia e de noção do mundo em que estamos. É preciso colocar tudo em perspectiva e pensar se estar a trabalhar no próprio computador e net é mesmo um problema do momento!

publicado às 12:34

Entre confinamentos

por Chick, em 17.02.21

O que me tem mantido com sanidade mental nestes tempos estranhos, são todas as possibilidades que se abrem no final deste longo túnel que é a pandemia!

E o que se vislumbra na minha mente quando nos abrirem a "cela"? Uma grandessíssima jantarada com as amigas com direito a bebedeira e bailarico até às 7 da manhã, o concerto dos Foo Fighters no RIR (apesar de duvidar muito que seja possível acontecer sniff sniff) e depois, muitas viagens!

Entre momentos de esperança num futuro livre de Covid-19 que espero próximo, tenho momentos de saturação extrema! Em que estou sinceramente e desesperadamente farta desta vidinha, desta mesmice! Eu, que sou pessoa que adora uma rotina, uma mesmice! Mas só porque volta e meia, saio completamente delas! Há quase um ano que a mesmice adquire apenas e só a carga negativa e chaaaataaa que tem! 

Este fim-de-semana esteve sol, e no domingo fui fazer a minha caminhada habitual dos 10 mil passos, que desde outubro não fazia! Soube-me pela vida! Deu-me o boost de energia de que estava a precisar! Mas agora voltou a estar de chuva, e a neura baixou em mim outra vez!

Estou muito agradecida por continuar a ter trabalho, ter uma vida estável, estarmos todos bem de saúde... Um luxo nos dias que vivemos! Não me queixo da vida no geral, só desta neura que não me larga... 

Tenho também momentos em que me sinto mal por me sentir mal! O meu confinamento é ao nível casa - trabalho - casa e uma ida ao supermercado por semana. O meu trabalho não é possível fazer a partir de casa, e embora quando as coisas estiveram mais feias desejasse que isso acontecesse, sair de casa todos os dias vai-me dando uns balões de oxigénio! Muito respeito por quem está em teletrabalho com crianças em casa! A sério, como é que conseguem? Atender a tudo sem ensandecer?! Muita força aí!

Portantos, entre momentos nheca e outros menos nheca, tento focar nas coisas boas que estão por vir, e a curto prazo, queria apenas sol...

publicado às 14:12

Enterrem este BB de vez!

por Chick, em 15.02.21

Depois de um BB2020 de tanto sucesso, com um casting tão bem conseguido, o formato até conquistou novos espetadores. A fasquia estava alta e também por isso, o descalabro veio logo a seguir com um BB Revolução carregado de gente igual, completamente flat onde nem meia dúzia se destacavam! O BB Duplo Impacto começou com nova energia e expectativas elevadas, que se confirmaram durante 2 ou 3 semanas. Agora, o Big Brother morreu e a TVI continua a tentar ressuscitá-lo com medidas muito pouco eficazes. 

O dia-a-dia naquela casa é uma pasmaceira, onde até as discussões são chatas, e mandar para lá concorrentes, que já vão super condicionados e de lição estudada não tem resultado! Prolongar o programa (até abril!!??) foi uma das medidas mais surreais. Além de dar a ideia totalmente errada aos concorrentes de que o programa está a ser um sucesso! Mas nem os prémios e dinheiro extra animaram aquela malta que parece estar mais cansada que nós, em confinamento. O programa está uma seca, os concorrentes não oferecem grande coisa e a produção não sabe como injectar energia. Prolongar este BB é como regar uma planta morta. Mas ninguém na TVI parece entender que o melhor a fazer é terminar com ele e seguir com a sua vida. Um reality show onde os comentadores e apresentadores são mais interessantes do que as dinâmicas dos concorentes, deveria dizer muito deste BB.

Se abandonar este género de formatos é assim tão impensável, para uma estação televisiva que vive muito disso, existem por aí reality shows muito mais interessantes e divertidos. Mas o grande segredo, é SEMPRE a escolha de casting. E isso, ultimamente, deixou a desejar.

publicado às 13:42

Mais presentes originais!

por Chick, em 29.11.20

Ultimamente dou de caras com várias marcas portuguesas super interessantes e que têm artigos que dão presentes muito originais! Portanto, deixo aqui mais três marcas que me aqueceram o coração... e a carteira!

A Pimenteira tem várias opções de especiarias e ervas aromáticas, com inspiração em gastronomias de várias partes do mundo, ou orientadas para carnes ou peixes, molhos ou grelhados... Acho um presente excelente para aquele familiar que adora cozinhar e inventar!

Picture1.png

A paisagindo é uma marca alentejana de chás, compotas, mel, azeite... e tem cabazes de Natal mesmo lindos! Especialmente os chás, com nomes muito originais, parecem-me o presente perfeito para quem não passa um dia sem beber um chásinho (eu eu!).

Picture2.jpg

Eu sou maluca por sabonetes, difusores, velas e afins e A Real Saboaria, tem coisas muito fofinhas e cheira-me que cheiram muuuito bem!

Picture3.png

 

publicado às 19:19

Presentes com consciência

por Chick, em 28.11.20

Este ano, com todas as condicionantes que teremos no Natal, e com a falta de normalidade que andamos, parece-me que a maioria das pessoas, anda a tentar encontrar o quentinho do Natal mais cedo, para colmatar o desconsolo que vai nas nossas vidas! Nunca vi tanta gente com árvores de Natal já montadas! Ainda não caí nessa tentação, vou manter a tradição de a montar no dia 1 de dezembro, mas já comprei alguns presentes!

Com todas as restrições e dificuldades que atravessamos nesta pandemia, se vamos comprar presentes Natal, podemos optar por marcas portuguesas e, se possível, sustentáveis! Assim, ajudamos as nossas pessoas e damos o nosso contributo para preservar o ambiente!

- A Zouri é uma marca portuguesa que transforma lixo dos oceanos em sapatilhas lindas. Se querem oferecer sapatilhas, é uma excelente opção! 

Picture2.jpg

- Descobri a FLO no instagram, e deve ter sido das melhores descobertas dos últimos tempos! Despachei os presentes da mãe, avó, tia e sogra! Acho que vão adorar!

Picture1.png

- Se estão a pensar oferecer sabonetes, velas, difusores e afins, a Castelbel tem cheirinhos maravilhosos e os artigos são mesmo bonitos.

Picture3.jpg

- Natal sem chocolate, não é Natal! E há pessoas a quem dar um chocolatinho é obrigatório! A pedaços de cacau aposta no chocolate negro artesanal e têm opções natalícias apetitosas!

Picture1.png

- A Pegada Verde tem vários artigos interessantes que podem dar presentes muito originais e úteis! Várias opções de hortas, comésticos, cápsulas reutilizáveis para máquina de café, entre tantas outras coisas! Estas últimas já estão a caminho! Somos grandes consumidores de café cá em casa e a quantidade absurda que consumimos de cápsulas, há muito tempo que me incomodova seriamente!! Problema resolvido!2.jpg

 

Picture1.png

- Por último, descobri pelo Instagram vários negócios do género "caixas presente", mas a que me chamou mais a atenção e me fez encomendar de lá foi a Make a Gift. O facto de ter um site onde podemos escolher o que colocar na caixinha, e a própria caixa foi decisivo. 

Picture1.jpg

Este fim-de-semana algumas marcas estão com descontos, é aproveitar!!

Resumindo, pela primeira vez na vida, tenho as compras de Natal quase todas despachadas!

P.S.: Mais marcas do género são benvindas!

publicado às 16:48

Marquei uma viagem!

por Chick, em 02.11.20

mar.png

(foto retirada do site da Leva-me)

Não para agora, nem para tão cedo, mas ter alguma coisa excitante no horizonte começava a ser necessário!!

Há muito que quero ir a Marraquexe e ao deserto! Mas queria fazê-lo numa viagem de grupo, sinto que não seja um país muito fácil de se encarar sozinho! Então, no meio desta pandemia e com muita vontade de viajar (para mim, marcar uma viagem já é começa-la) "peguei" numa amiga e reservamos o nosso lugar na Leva-me! Ainda não está confirmadíssima, mas espero mesmo que esteja brevemente! Penso que com tudo o que estamos a viver, as pessoas estejam apreensivas e receosas em marcar viagens do género! Será apenas no início de junho, o que me levou a deixar a apreensão para trás, e acreditar que por essa altura as coisas já estarão mais calmas, e que viajar com segurança seja possível!

Muita ansiosa, por todas as razões e mais algumas, para que junho chegue e sejamos livres para fazer o que 2020 não deixou!

publicado às 16:46

Down To Earth

por Chick, em 20.08.20

maxresdefault.jpg

Down to Earth é o novo documentário da Netflix, que nos relembra a importância de respeitarmos a natureza, o nosso corpo e a nossa mente, e que o equilíbrio entre uma coisa e outra é possível e fundamental, para que tenhamos uma vida saudável, feliz e sustentável.

São 8 episódios, e cada um deles acontece num país ou cidade diferentes, numa busca de formas de vida mais sustentáveis e saudáveis. Muito muito, resumidamente:

Islândia: País onde a energia provém 100% de fontes renováveis! A geografia do país ajuda muito, mas deixa-nos a pensar o quão atrasado está o mundo neste campo! Além disso, é um país lindo de morrer!

19923-6571266721-fecced1e6b-z.jpg

A Lágoa Azul passou diretamente para a minha bucketlist.

FrançaAqui, o foco é na água, na qualidade ou falta dela, da água que bebemos. Também ficamos a conhecer a história do Santuário da Nossa Senhora de Lourdes e da sua fonte milagrosa!

Costa Rica: Gostei particularmente deste episódio! É, essencialmente, sobre as comunidades que vivem daquilo que a natureza que os rodeia lhes dá! Que muito basicamente, são frutas e vegetais incríveis!!

Sardenha: Esta cidade tem uma das comunidades com mais centenários do mundo! O segredo? Uma dieta pobre em proteína e rica em vegetais; uma vida ativa, mas sem stress!

Lima: Aqui fala-se, muito basicamente, de batatas! Se alguma catástrofe ocorrer, e ficarmos sem alimentos, não faltarão... batatas!!

Porto RicoIlha onde passaram os furacões Irma e Maria, em setembro de 2017, com apenas 15 dias de distância! Mostra-nos a devastação que ocorreu e como a estão a ultrapassar.

Londres: Numa grande capital europeia, com imaginação, é possível inserir jardins em qualquer local. Fala-se também de alimentação vegana e de... abelhas!

Iquitos: A riqueza incrível da Amazónia! Os superalimentos e as suas curas espirituais.

 

A conclusão é sempre a mesma. Estão a ser tomadas medidas para que vivamos de forma mais sustentável, mas demasiado lentamente! Os bons exemplos ainda são muito poucos e as metas que estão a ser impostas são muito longínquas! Há muito que essa meta já passou...

publicado às 23:59

La Bella Italia - Roma (Parte 2)

por Chick, em 20.10.19

O terceiro dia em Roma foi passado sem grandes planos, o objectivo era passear pela cidade, passando por alguns ponto turísticos. De manhã andámos pelo Vaticano e excusado será dizer que não entrámos em nenhum local, não se vê o fim às filas, é mesmo desencorajante! Felizmente na Praça de S. Pedro entra-se livremente, e pelo menos aí conseguimos estar!

Almoçámos no Popolo Café, e o resto da tarde foi passado pela Praça da Espanha, pela Fontana di Trevi, pela Piazza del Popolo e a Villa Borghese, entrámos no Panteão e andámos pela Piazza Navona. A meio do dia, de tanto usar o GPS do telemóvel, fiquei sem bateria no dito e portanto não consegui tirar assim tantas fotos para colocar aqui. Mas, está tudo guardadinho em mim!

IMG_20190917_135238.jpg

IMG_20190916_142025.jpg

Quando cheguei a Roma não fiquei assim tão entusiasmada, depois de ter estado em sítios tão bonitos, o choque de "cidade grande" é difícil de digerir. Mas lá se foi entranhando e Roma conquistou-me, muito por culpa dos monumentos histórios antigos, espalhados um pouco por todo o lado! Seria feliz a passar uma boa temporada por ali... mas em Veneza também... e em Cinque Terre, ai! Cinque Terre...

publicado às 19:14

La Bella Italia - Roma (Parte 1)

por Chick, em 18.10.19

No dia 15 de setembro lá fomos rumo a Roma, com uma breve passagem por Siena, que mais parece uma cidade medieval, muito bonita, onde almoçámos.

IMG_20190916_001010_493.jpg

Em Roma, ficamos na Micol´s Place, e no dia em que lá chegámos, entregámos o carro alugado. Não fazia sentido, sendo Roma uma cidade um nadinha caótica em termos de trânsito e tão bem servida em transportes públicos, manter carro.

Roma é carregada de monumentos megalómanos, em cada canto onde vamos parar! Sendo o Coliseu o seu grande ex-libris. É realmente lindo, imponente, e quando pensamos no que lá se passava, e que ali está há quase 2000 anos, sentimo-nos mesmo pequeninos e encantados! Se por falta de tempo, evitámos filas, perdendo assim a oportunidade de conhecer tantos sitios importantes em Itália, ali não podíamos deixar de entrar! Enfrentámos o calor e as filas e lá entrámos.

IMG_20190916_193126_634.jpg

IMG_20190916_195313_522.jpg

IMG_20190917_005857_622.jpg

O bilhete para o Coliseu inclui entrada no Forum Romano e Palatino, que é quase como fazer uma viagem pela Roma Antiga. O dia foi passado por ali.

IMG_20190916_163536.jpg

IMG_20190916_175513.jpg

IMG_20190916_175837.jpg

IMG_20190916_181447.jpg

 

 

publicado às 16:22

La Bella Italia - Cinque Terre

por Chick, em 12.10.19

Quando decidimos ir à Itália, sabíamos que tinhamos que passar um dia em Cinque Terre! Então, o terceiro dia em Florença não foi em Florença. Metemo-nos no carro cedinho, e por volta das 11 estávamos lá. Mais concretamente em Monterosso Al Mare. Cinque Terre, como o próprio nome indica engloba cinco cidadezinhas. Monterosso Al Mare, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore.

IMG_20190914_222446_962.jpg

Passámos o resto da manhã nessa praia. Estava um calor incrível, e aquele mar estava mesmo a chamar por nós! Na temperatura perfeita entre refrescar e entrar nela em 3 segundos! Que maravilha!! Na praia tinha um chuveiro de água doce, o que foi óptimo para tirarmos o sal e prosseguir para almoço na zona mais comercial de Monterosso.

IMG_20190914_135637_147.jpgAlmoçámos no Gastronomia San Martino, um restaurante pequeno, com refeições rápidas e muito em conta!

IMG_20190916_001130_786.jpg

Depois, voltámos a pegar no carro, que tinha ficado num parque pago próximo à praia e fomos até Manarola.

IMG_20190914_165743.jpg

IMG_20190914_223534_935.jpg

IMG_20190914_171842.jpg

Em resumo, é um sítio lindo, com uma energia muito boa e conhecer tudo num dia é impossível! Conseguimos ir a apenas dois locais e ficámos deslumbrados, cheios de vontade de passar férias exclusivamente por ali! Ao viajar entre as cidades deparamo-nos com vistas incríveis, às quais as fotos não fazem justiça, portanto nem as coloco! Vale realmente a pena! Chegamos a casa, a Florença, à hora de jantar, cansados, mas muito preenchidos!

 

 

publicado às 15:31

La Bella Italia - Florença

por Chick, em 10.10.19

IMG_20190913_160952_224.jpg

Depois de três dia em Veneza, seguimos para Florença. Optámos por não ficar perto do centro, para sentir mais a Toscana e ficámos numa casa linda.

Como chegámos tarde, nesse dia ficámos por ali mesmo e a conselho do dono da casa jantámos no Zocchi onde se come muito bem e onde tem de tudo (em Itália não há só massas e pizzas)!

Foi no dia seguinte que conhecemos o centro de Florença, onde vimos a Ponte Vecchio (foto de cima), o Duomo (a Catedral com a cúpula laranja que se vê na foto a baixo), e onde caminhámos (imenso!) junto ao Rio Arno. Passámos pelas Galerias dell'Accademia e Uffizi, mas as filas são gigantescas para lá entrar! E isso é uma coisa geral por lá! As filas para entrar nas Catedrais, Museus, Igrejas são intermináveis! Com o tempo contado, não foi possível sujeitarmo-nos a isso! Mas fico com imensa pena!!

Depois de conhecer o centro, seguimos a pé para a Piazzale Michelangelo de onde temos esta vista linda e onde terminámos o dia.

IMG_20190913_161404_496.jpg

 

publicado às 19:52

La Bella Italia - Veneza

por Chick, em 03.10.19

Há tanto tempo que eu queria ir a Itália! Só que com a Itália há um ligeiro problema! Onde, na Itália? Eu queria tudo! Com apenas 10 dias para passar por lá, escolhas tiveram que ser feitas.

Éramos três casais, este setembro, por Veneza, Florença e Roma, com passagens por Cinque Terre e Siena! Foi tudo marcado em junho. Viagens e casas nos três locais principais. Optámos por ficar em casas em vez de hotéis, para não termos que fazer todas as refeições na rua, pelo convívio, e pelo preço (fica bem mais acessível!).

VENEZA

Começámos em Veneza. Ficámos no Venice Smile Apartment, em Veneza Mestre, que fica a uns 10 ou 15 minutos de comboio de Veneza, sendo que a estação de comboios fica muito próximo do apartamento. Veneza Mestre não tem muito que contar, é uma cidade banal, mas tenho a destacar dois restaurantes onde comemos muito bem. 

La Tana di Oberix foi o nosso primeiro jantar em Itália. Tínhamos chegado cansados do voo, mortos de fome e termos encontrado este restaurante foi a melhor coisa que podia ter acontecido, e uma primeira impressão muito boa! Como esse esparguete com mexilhões e amêijoas, que me vai fazer lá voltar um dia! Para além disso, os empregados são simpatiquíssimos!!

IMG_20190909_231544_497.jpg

O nosso último almoço em Veneza, mesmo antes de partirmos para Florença, foi também em Veneza Mestre, no Pizza e Ristò da Michelle, onde comi um Tagliatelle com Pesto muito bom.

IMG_20190912_204538_790.jpg

Mas vamos a Veneza! Que é um lugar difícil de descrever, é preciso ir! Pela luz, pelos recantos lindos! Cada caminho, cada praça ou pracinha, cada canal, cada casa! É um cenário, não é uma cidade!

IMG_20190910_201743_385.jpg

IMG_20190910_201743_388.jpg

IMG_20190910_201743_386.jpg

IMG_20190911_093017_114.jpg

IMG_20190911_093017_115.jpg

Depois de um dia inteiro e com o coração cheio daquilo, no dia seguinte optamos por ir à praia, Lido di Venezia, e às ilhas (Murano, Burano, Torcello), mas com muita pena, só tivemos tempo de ir a Murano. Para isso, compramos o bilhete dos Vaporetto (táxis aquáticos) por 24h, que custou 20€, com viagens ilimitadas.

O Lido di Venezia é onde acontece o Festival de Cinema de Veneza, mas mais importante que isso, é onde se pode dar um mergulho! Com o calor que se fazia sentir, era tudo o que nos apetecia! Quando chegamos lá, depois de aproximadamente 1h de vaporetto, sentimos logo uma grande diferença. Sentimos logo que estamos perto da praia, com avenidas cheias de restaurantes e bares, palmeiras, hotéis. Depois de andar alguns minutos chegamos à praia, onde muitas áreas são privadas, mas andando um pouco chegamos à parte grátis. É uma praia de areia escura, que vale pelo mar (Mar Adriático) calmo, transparente e de temperatura agradável!

IMG_20190911_152530_403.jpg

Depois de uma manhã e início de tarde por aqui, seguimos para Murano. Ilha com aspeto de vila, muita calma, onde me imaginava a viver depois da reforma. É um sítio mais semelhante a Veneza, com os seus canais e pontes, e estradinhas pitorescas.

IMG_20190912_100321_077.jpg

Veneza é linda de morrer e merece mesmo uma visita! Quero com certeza lá voltar, para rever tudo e ir onde não conseguimos ir.

No dia seguinte era dia de levantar o carro que alugámos para fazer as viagens entre cidades e rumar a Florença! Em Itália os transportes públicos são muito caros. Compensou-nos muito optar pelo carro, para além da liberdade de horários e comodidades várias como ir à compras!

publicado às 00:05

Um dos meus passatempos preferidos, é passear pelo Google Voos e ver como estão as viagens. Às vezes fico só por ali a sonhar, outras, menos do que as que queria, a pesquisa (leia-se preços) agrada-me e a viagem torna-se real. Encontrar uma viagem por 97€ (duas pessoas, ida e volta!!), de quarta a segunfa-feira, em maio, para Paris, agradou-me muito!

Passo depois a outro dos meus passatempos preferidos, pesquisar sítios, restaurantes, cantos, coisas que valem a pena visitar. Com a vantagem de em Paris termos casa de familiares onde ficar, o alojamento ficou de fora do planeamento da viagem.

Faço sempre uma lista dos sítios que me parecem valer a pena! Queria subir à Torre Eiffel, ir ao Louvre, ao Sacré Coeur, a Notre Dame, a Montparnasse, passear nas margens do Sena e na Champs Elysées, a Montmartre e às Catacumbas de Paris, ao Arco do Triunfo, aos mercados e aos Jardins de Luxemburgo e a tudo mais que conseguisse. 

 

  • Pontos Turísticos

Não me matem, mas não achei a Torre Eiffel particularmente bonita. É imponente, se lá voltar quero voltar a vê-la, mas muito mais pelo que simboliza do que pela beleza. Vale a pena subi-la, até ao topo custa 25 euros, achei caríssimo, mas é daquelas coisas que nunca mais farei, e acho que se não tivesse ido, ia ficar com pena, portanto, sem pensar muito, lá fomos. Não me arrependo porque a vista é realmente bonita.

31781591_465668110534878_1911270295080009728_n.jpg

Depois de uma manhã pela Torre Eiffel, fomos até à Champs-Élyssées, e de lá fizemos o caminho pelo Rio Sena até à Catedral de Notre-Dame. São vários quilómetros, demorámos pelo menos uma hora, mas não fazer esse caminho é quase como não ver a Torre Eiffel. Ao longo do Sena tem várias barraquinhas com artigos como livros e revistas muito antigos, posters e pinturas, e recordações da cidade (como mini torres Eiffel).

33210322_387146708447948_6983404566012231680_n.jpg

Tive muita pena de não ter entrado em Notre-Dame, mas a fila e o calor que estava desencorajou a espera.

Diablo-vigilando-París-Quimeras-o-Gárgolas-de-No

https://machbel.com/misteriosa-galeria-quimeras-gargolas-notre-dame-paris/

Fomos a Montparnasse, é por lá que estão as Catacumbas de Paris, para bater com a nariz na porta! Fechado para obras (reabre em 2019!). Ficámos tão desiludidos e o cansaço já era tanto, que demos o dia por encerrado!

excurs-o-evite-as-filas-nas-catacumbas-de-paris-in

 https://br.viator.com/tours/Paris/Skip-The-Line-Paris-Catacombs-Tour/d479-6159CATACOMBS

O Museu do Louvre é gigantesco! Passámos lá uma manhã e o início da tarde e não vimos nem metade! 

O ideal, para conhecer o centro de Paris, é começar no Arco do Triunfo, seguir em direcção ao rio, e andar até não podermos mais, mas pelo menos até à Catedral de Notre Dame. Como começámos esse caminho na Champs Elyssés, ainda não tinhamos visto o Arco do triunfo, e então lá fomos. Desta vez, saímos no metro mais próximo, e quando saímos da estação damos logo de caras com ele.

De lá, fomos de metro até Montmartre. Bairro onde está a Basílica do Sagrado Coração e o conhecido Moulin Rouge. E eu gostei tanto de Montmartre! Super movimentado, montes de cafés, restaurantes, frutarias, lojinhas, tudo! Comi lá uns macarrons, numa lojinha muito perto do sagrado coração, que eram uma maravilha!!!

32135642_320154785183911_2063168625321181184_n.jpg

Acendi uma velinha no Sagrado Coração, para onde fomos pelas escadas (200 degraus), como deve ser. Tem elevador para lá, mas as filas eram tão grandes, que preferimos ir pelas escadas.

32155725_400740830391936_6411608891221606400_n.jpg

 

  • Refeições

Fizemos apenas dois almoços na cidade. Levei uma lista com vários restaurantes, bons e não excessivamente caros, mas no primeiro dia nenhum deles era perto e portanto acabámos por ir a um, cujo nome não me lembro. Pagámos 50 euros por uma entrada, uns espargos maravilhosos, dois pratos do dia, frango com batata gratinada espetacular, e um creme brulée muita bom! O que torna a refeição cara? As cervejas e o café! Já não me recordo bem, mas penso que cada cerveja, o típico fino, custava uns 4 euros e um café 3!

O outro almoço já foi um bocadinho mais barato, no Bistrot Victoires, mas também não incluía entradas e sobremesa. É a refeição da foto abaixo, que com dois cafés custou 35,20€. Cada copo de sumo desses custou 3,90€! 

31976316_2065856276960705_1303749181105504256_n.jp

 

DisneyLand

Não planeava sequer ir à Disney, burrinha, tinha a ideia de que seria mais giro ir um dia com miúdos, quando os houvesse. Mas ofereceram-nos os bilhetes e lá fomos! Amei! Senti-me dentro de um filme da disney a maioria do tempo. Mesmo que não me tivesse metido em nenhum carrocel, teria valido a pena, só pelos cenários lindos! Infelizmente o meu telemóvel viciado decidiu esgotar 100% de bateria em duas horas, pelo que tenho muito poucas fotos. Mas não faz mal, está tudo gravado em mim.

Nota: Se forem uns medricas, como eu, não se metam na Twilight Zone Tower!! ME-DO

34508378_519329925132051_9196733532993486848_n.jpg

Paris é uma cidade cheia de pontos muito bonitos, que vale a pena conhecer! Não fiquei completamente rendida, gostei mais de Londres, por exemplo, mas são gostos pessoais!

Há muitos esquemas "manhosos" pela cidade. Miúdas a pedir uma assinatura na rua, e depois dinheiro para uma instituição qualquer (disseram-me que poderão ser carteiristas); homens a quererem comprar ou vender os bilhetes do Louvre (por exemplo) usados (uma vez que são usaveis dois dias); esquemas com cartas onde te induzem a apostar algum dinheiro; alguém que vem ter connosco dizer que deixámos cair um anel de ouro (supostamente); fora a constante abordagem de vendedores ilegais (especialmente na zona da Torre Eiffel), para venda de "recuerdos". Portanto, algum cuidado é necessário!

publicado às 23:18

Apresento-vos o Smeagol

por Chick, em 20.03.18

Quando fui morar para a casa nova, tinha muita vontade de ter um animal de estimação. Sempre gostei muito mais de cães, da personalidade deles. Mas ter um cão enfiado num apartamento, que apesar de ter pátio, não é completamente fechado e o acesso à rua é muito fácil, não me agradava muito. Ter um gato nunca esteve nos meus planos. Não simpatizava muito com a espécie. Demasiado independentes, a borrifarem-se um bocadinho para nós, as unhas capazes de me arranhar todo o sofá... Até que, dei de caras, no quintal da minha avó, com mais uma ninhada de gatos, meio abandonados, e entre eles, um todo branquinho por quem me apaixonei! Trouxe-o para casa nesse dia. Estava sujo, com pulgas, nada que um banho, Strongid e o Frontline não resolvessem.

A grande vantagem de ter um gato, é que não precisamos de o ensinar. A minha marquise passou a ser a casa dele, sendo que passa muito mais tempo na nossa. Foi lá que coloquei a caixa de areia, a comida, a cama, o arranhador... E não foi preciso mais nada. Faz o que tem a fazer sempre na caixa de areia, à noite e sempre que não estamos em casa dorme lá e não se importa minimamente.

E sim, tem muita personalidade! Tanto não quer festinhas, nem colo, como se enrosca todo ao nosso lado no sofá e vem exigir festinhas de manhã!

 

Chama-se Smeagol porque no dia em que veio lá para casa, quando lhe demos banho, ele parecia tal e qual o Smeagol do Senhor dos Anéis. Sendo que é o meu filme preferido, ficou. 

 

IMG_20170908_230759 (1).jpg

 Na primeira noite lá em casa. Não tinha muito mais que um mês.

 

IMG_20170918_200958.jpg

 Dez dias depois...

 

IMG_20171203_161823.jpg

 Em dezembro, armado em presente e pronto a atacar a árvore de natal!

 

IMG_20180207_191403.jpg

 Em fevereiro, já se acha dono do sofá.

 

IMG_20180318_155824.jpg

 No sábado. Já se acha dono da cama também!

publicado às 13:21

Mas vamos ao lado prático?

por Chick, em 12.03.18

Isto de comprar casa, tem gastos iniciais um bocadinho puxados (bastantes), e na altura de optar pela compra temos de os ter em conta. Além da entrada incial, há gastos adicionais, que eu, nova nestas andanças, não tinha muita noção. Sabia mais ou menos quanto se pagava para fazer a escritura e pouco mais. Se ao final do mês, as diferenças entre um aluguer e uma prestação compensam, os gastos iniciais, também me fizeram pensar duas vezes. Mas, pensando na minha vida a longo prazo, comprar continuou a fazer sentido.

 

Preço da casa: 112.500€

Entrada inicial: 2500€

Empréstimo do Banco: 110000€

Taxa variável

 

Comissões iniciais

 

Comissão de Dossier: 291.20€

Comissão de Avaliação: 230€

Comissão de Formalização: 135.20€

Contrato de Compra e Venda c/ Hipoteca: 364€

Preparação documentos Contratuais: 115.62€

Registo predial: 159.90€

Total: 1295.92€

 

Despesas e outros custo:

 

Imposto do Selo sobre a Verba: 660€ 

Registo de Compra: 225€

Registo de Hipoteca: 225€

Depósito de documento particular autenticado: 20€

IMT: 401.86€

Imposto do selo sobre a compra: 900€

Total: 2431.86€

 

Total: 3727.78 em comissões, taxas, impostos e merdas, sabe Deus para quê e para quem. Nada a fazer.

 

Prestação nos primeiros 6 meses: 298€

Prestação no momento: 306.27€

Segura da casa (obrigatório): 14.98

Seguro de vida (obrigatório):12.14€

Seguro do recheio da casa (opcional): 10.22€

 

Quando fui ver a casa, adorei a casa em si, mas também houveram outros detalhes que me fizeram avançar. Como tinha dito, o valor estava um bocadinho acima do que tinha pensado, mas tive em conta o facto da casa estar quase totalmente equipada e não ter que fazer uma única obra. O chão, as portas e janelas eram novos, as paredes estavam acabadas de pintar de branco, cozinha e casas de banho completas e com loiças e armários de que eu gostei muito. Frigorífico, placa de indução e máquina de lavar loiça, todos A+, da Siemens e completamente novos, exaustor, esquentador, aquecimento central, tudo pronto a usar. Fazendo contas, se tivesse que comprar todos estes electrodomésticos, ou renovar alguma coisa de que não gostasse tanto, o tal valor que estava mais ou menos pensado ia parar ao valor que dei pela casa, ou mais!

Além de tudo isto, a casa fica a 3 minutos a pé do meu trabalho e de casa dos meus pais e avó, e a uns 10 minutos a pé do centro da cidade.

Por tudo isto, pensei duas vezes, mas não pensei três!

publicado às 10:31

1 ano de Casa Nova

por Chick, em 09.03.18

Quando sair de casa dos pais, começou a ser mais do que apenas um objectivo, ponderei alugar. Mas onde vivo a oferta é quase nenhuma e pagar todos os meses uma mensalidade para uma coisa que nunca será minha, fazia-me alguma confusão.

Comecei a ver casas em todos os sites, cheguei a visitar algumas, mas nada me satisfazia muito (ou nada). É que eu tinha uma ideia muito clara do que queria, e isso é o pesadelo das imobiliárias! Cozinha e sala em open space, muita luz natural, três quartos, chão em madeira, armários embutidos, quarto principal com casa de banho, cores claras, nada de madeiras escuras, pátio, garagem. Poucas exigências, certo? Renovar estava fora de hipótese, a menos que os gémeos da My Dream Home da Sic Mulher viessem dar-me uma mãozinha! Além do pesadelo das obras, torna-se muito mais dispendioso!

Um dia, lá encontrei, e foi apenas à quarta visita, sendo que devo ter visto na internet todas as casas à venda na cidade e se não me deram vontade de visitar em fotografia, não acredito que ao vivo a coisa mudasse muito. Mas lá encontrei, check em todos os quesitos. Apaixonei-me e tudo o que veio depois não teve a mínima hipótese! Problema: o preço estava um bocadinho acima do que estava mais ou menos previsto. E quando isto acontece, atiramos a batata quente ao banco e ele que resolva a nossa vida. E resolveu. Lá me "deu" a casa.

Ora bem, comprar casa relativamente cedo na vida, tinha 31 anos, tem a vantagem de termos mais anos para a pagar, o que significa uma prestação mais baixa! O banco autorizou o crédito, e quando isso aconteceu bateu um medinho, admito! Vêm as dúvidas todas! Ter resposta para todas elas, fez-me avançar.

 

Então mas eu vou estar até aos 70 anos a pagar uma prestação de casa? 

Se queres sair de casa dos pais, se ainda não te saiu o euromilhões ou uma herança de um tio-avó rico, sim! Porque a menos que vás para baixo de uma ponte, se tiveres que pagar o aluguer de uma casa, também é coisa para ser para sempre, tipo até morrer Como conto viver mais do que até aos 70, esta pergunta está arrumada.

 

Então mas um aluguer pode ser mais barato!

Um aluguer de uma casa tipo a minha, nunca será mais barato!

 

Mas não tens problemas, se alguma coisa partir, estragar, uma infiltração...

A menos que a casa esteja amaldiçoada, isso não irá acontecer propriamente dia sim dia não, e de qualquer forma tens seguro da casa e do recheio (com consciência também de que os seguros não são uns queridos!)...

 

Mas se alugares podes mudar quando te cansares da casa!

Eu amei a casa, por isso é que a quero para mim! E andar em constante mudança de casa, não é para mim.

 

Então e se mudares de cidade, de país!

Tenho um emprego certo de que gosto bastante, mas se por acaso acontecer, posso sempre alugá-la.

 

Mas e o compromisso, a dívida ao banco?

Aahahah cala-te! E se o mundo acabar amanhã?

publicado às 15:49

Mood: Home - Loading

por Chick, em 21.03.17

Por aqui, só se pensa nisto.

img-set.jpg

 

publicado às 10:58

Filmes do ano

por Chick, em 08.03.17

Eu sei que isto vem tarde, mas há coisas que têm de ser partilhadas. Só agora acabei de ver todos os filmes nomeados para Óscar de melhor filme, portanto só agora posso falar com algum conhecimento (que é apenas e só o meu) da questão. Sem mais, os meus filmes do ano são:

cap.jpg

Sing_Street_poster.jpeg

(Sim, nenhum estava nomeado, não é engano!)

publicado às 15:19

Casa procura-se!

por Chick, em 16.02.17

large.jpg

Ando à procura de casa, mas comecei logo com um problema. Tenho na cabeça exactamente o que quero, e não está a ser fácil encontrar o que idealizei. Quem se lembra de construir quartos, especialmente de casal, com um armário de duas portas, só pode ser louco! Ou então os quartos são mínimos e não têm sequer armários embutidos! A minha avó diz que antigamente os quartos eram feitos para enfiar uma cama e um penico de baixo, estava feito, e o princípio parece ainda ser o mesmo! Armários de cozinha horrendos, chão em tijoleira (gelo!!), terceiros andares sem elevador, cozinha numa ponta, sala na outra... Enfim, o oposto do que quero. É que comprar barato para depois remodelar tudo a gosto, no final de contas, os 70 mil estão em 100 e já enlouquecemos com tanta obra!!

 

Mas esta semana, fui ver uma casa e fiquei caidinha. Amor à primeira vista. A cozinha/ sala dos meus sonhos, madeira clarinha no chão todo, tudo branquinho, cozinha cinza, luz natural em tudo que é compartimento, garagem, pátio, armários grandes nos quartos, mais outro no corredor, e tudo e tudo e tudo. Pronto, preço a rebentar a escala, coração partido e arruinei todas as hipóteses de gostar de alguma coisa daqui para a frente!! Estamos no caminho certo portanto!

publicado às 16:21

Trump, o guilty pleasure americano

por Chick, em 09.11.16

Tenho para mim, que para muito americano, o Donald é uma espécie de guilty pleasure... Ah e tal, o homem é um bruto despreparado, racista e xenófobo, machista e misógino e tudo o que há de mau! Mas na hora de votar, é este bruta-montes que escolhem para seu Presidente? É que afinal, o Trump é um bocadinho o espelho do "americano típico". Fomos tão parvinhos que não nos passou pela cabeça que os americanos votariam no candidato mais parecido com eles próprios!

Agora amanhem-se e aturem-no. E não nos chateiem com queixinhas, pode ser?

dt.jpg

 

publicado às 22:15


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D